Como Ser Audidata? 5 Passos Para Se Tornar Um(a)

Como Ser Audidata? 5 Passos Para Se Tornar Um(a)


Com o avanço da tecnologia, a aprendizagem se tornou mais acessível e cada vez mais estudantes estão buscando aprender de forma autônoma.

A educação à distância está ganhando espaço e o autodidatismo atraindo a cada dia muito mais adeptos.

Ser um autodidata pode ser muito benéfico porque você adquire habilidades muito importantes e diferenciais para o seu desenvolvimento pessoal e profissional, pois capacidades como autodisciplina, auto-motivação e auto-aprendizagem são desenvolvidas e aprimoradas com o desenvolver do autodidatismo.

Além disso, o estudante autodidata também pode evitar custos muito altos por não ter que frequentar cursos presenciais, sendo que através da web é possível aprender com a mesma qualidade com custos menores e até gratuitamente. Por meio de recursos disponíveis online você pode dirigir seu estudo da sua própria maneira.

Se é isso que você tanto deseja, saiba que neste post você vai entender o que é autodidatismo e como ser autodidata através de 5 etapas fundamentais para começar a aprender sozinho!

O que é ser autodidata?

Um autodidata é alguém que busca ter conhecimento aprofundado sobre determinado assunto e procura aprender através de seus próprios meios. Na prática, qualquer pessoa pode aderir ao autodidatismo, pois os principais aspectos para ser um autodidata são: o desejo de saber mais do que o superficial sobre qualquer assunto e a necessidade de aprimorar o conhecimento.

Autodidatismo é um estilo de vida, portanto você pode escolher se tornar um adepto a esse modo de vida e começar a estudar sozinho sobre qualquer coisa que queria aprender. A vantagem disso é que você pode determinar seu próprio ritmo de estudo, escolher os métodos que mais combinam com você e não precisa depender de um professor para avançar nos estudos.

Então para saber mais sobre esse estilo de vida, continue lendo e veja a seguir como ser autodidata em apenas 5 passos simples e essenciais!

1. Descubra o que você quer aprender

O primeiro passo para se tornar um autodidata é encontrar algo que você tenha desejo de aprender, pois a auto-aprendizagem se torna muito mais fácil no momento em que você procura por aquilo que tem curiosidade e vontade de conhecer. Sabendo disso, busque um assunto pelo qual sinta motivação própria para aprender.

Tendo escolhido o tema pelo qual você tem interesse, divida-o em tópicos menores para começar a estudar aos poucos. Primeiro tente se especializar em um tópico simples e depois avance para um assunto mais abrangente. A ideia é que você não comece logo de cara com muitas informações complexas, e sim inicie pelo mais básico até chegar em um nível mais avançado.

Por exemplo, se você quer aprender sobre informática, selecione subtópicos menores e a partir daí determine um subtema mais básico para iniciar seus estudos sobre o assunto.

2. Pratique a metodologia Just-in-Time

Just-in-Time é um método de aprendizagem ativa combinada com a tecnologia e tem como objetivo proporcionar um aprendizado mais rápido e mais eficiente. Através da internet, você consegue ter acesso às informações instantaneamente, dessa forma a aprendizagem por meio da web se torna imediata.

O legal disso é que você não precisa esperar para aprender algo, pois na atualidade as coisas estão cada vez mais rápidas e as oportunidades são raras. Por isso não perca por esperar, comece a buscar conhecimentos de forma imediata com a metodologia Just-in-Time.

3. Dedique-se ao seu tópico de interesse

Chegou a hora de você mergulhar fundo no assunto e existem várias formas de fazer isso, pois há diversos formatos de conteúdo onde você consegue acessar as informações de maneiras diferenciadas. Basta identificar as maneiras que mais te agradam e a partir delas consumir mais conteúdo.

Você pode optar por acessar sites confiáveis e ler blog posts, ebooks, pesquisar sobre os grandes autores do tema e ler alguns de seus livros, ler também artigos científicos, revistas, você também pode alternar e ver vídeos no YouTube, assistir a documentários, realizar cursos de capacitação e até mesmo participar de grupos de estudos nas redes sociais.

Esteja aberto para absorver conteúdo de diferentes pontos de vista, assim você tira suas próprias conclusões sobre o assunto. Ah, e não se esqueça de sempre verificar a veracidade das informações, procure por referências mais atuais e confiáveis.

4. Participe de eventos relacionados ao seu tema de interesse

Para se envolver ainda mais com o seu objeto de estudo, procure comparecer a eventos como seminários, congressos, palestras, workshops e semanas temáticas, isso permitirá que você interaja com pessoas que estão aprendendo o mesmo assunto que você e assim poderá conhecer novas perspectivas e também compartilhar seus conhecimentos com outros estudantes do assunto.

Caso você não possa comparecer a esses eventos, use a tecnologia a seu favor. Hoje em dia não é difícil encontrar workshops online, conferências e até seminários. Se pesquisar pela plataforma TED, você vai achar várias palestras de diversos temas online gratuitamente, nesse site os palestrantes geralmente são grandes influenciadores em suas áreas e abordam temas muito interessantes.

Considere também participar de cursos de extensão universitária. Muitas faculdades disponibilizam cursos livres de várias áreas de estudo na modalidade EaD, dessa forma você não precisa nem sair de casa para fazer uma capacitação. Se comprometa a fazer todas as lições e realizar os exercícios e avaliações para tirar o melhor proveito do curso.

5. Faça anotações

Durante o estudo, faça anotações para memorizar o conteúdo. É muito provável que você esqueça-se das informações se apenas lê-las uma só vez, mas se você anotar os tópicos mais importantes, fizer um resumo com as principais ideias do tema, poderá guardar esse resumo para revisá-lo posteriormente e assim ficará muito mais fácil para o seu cérebro memorizar o assunto.

Existem vários aplicativos gratuitos onde você consegue fazer suas anotações e até mesmo organizar sua rotina através de listas de tarefas. Uma das ferramentas mais conhecidas é o Evernote, é um aplicativo muito fácil de utilizar, nele você pode salvar suas anotações e organizá-las colocando categorias.

Conclusão

Então, esse foi o post sobre como ser autodidata em 5 passos simples! Gostou das dicas? Mande para um amigo e compartilhe este post em suas redes sociais!