Como Estudar No Final de Semana e Ainda Se Divertir

motivacao-para-estudar-final-de-semana-souautodidataUma maneira de encurtar o tempo para alcançar o seu objetivo é estudar no final de semana. A maioria das pessoas bem sucedidas estudam e/ou trabalham nos finais de semana. Afinal, que mal tem de investir esforços em algo que você gosta e vai te trazer retorno?

Esteja você estudando para o enem, se preparando para um concurso, estudando inglês, ou trabalhando para um projeto pessoal, aproveitar os finais de semana para se dedicar a este projeto vai te deixar cada vez mais perto do resutado.

Você pode até optar estudar somente nos dias úteis, mas vamos fazer um comparativo:

Perder dois dias completos [sábado e domingo], equivale a perder 8 dias em um mês. Ou seja, quem não estuda nos finais de semana está 8 dias atrás dos demais, todo mês.

Se você decidir estar 8 dias à frente da maior parte da população, eu posso te ajudar a também aderir a essa causa, garantindo que você ainda tenha um momento de lazer.

Este post tem o objetivo de ajudar dois tipos de pessoas:

Se você é do tipo que ainda não tentou estudar no fim de semana, ou tentou mas não conseguiu, eu estou aqui pra te mostrar que tal pŕatica não é tão ruim quanto parece e vou te mostrar o que exatamente falta para você conseguir ser produtivo.

Se você já é do tipo que estuda no final de semana, quero compartilhar a importância de ter momentos de recompensa e como construir eles.

Antes de tudo, é de extrema importância entendermos quais são os principais vilões do mau rendimento (depois iremos eliminá-los de vez)

#1 Vilão: Procastinação

Esse é um dos principais agentes do mau que acaba com a vida de qualquer estudante. Mesmo que você tenha planejado previamente estudar no final de semana, quando chega no momento, ~alguma coisa acontece de errado~ e você perde um dia todo olhando o facebook e as novidades das séries. O que te distrai somente você sabe dizer, e é importante identificar o que é  para podermos eliminá-lo no horário de estudo.

“Chegou final de semana, eu já estudei a semana inteira, ainda que eu precise estudar, porque não olhar nos primeiros momentos da manhã um pouquinho do que tá acontecendo no facebook?”

Um dos primeiros feeds mostram seus amigos indo à praia, um trailer de uma série que você gosta, um clipe da sua banda favorita foi lançado. E assim, o que seria inicialmente uns 10 minutinhos acaba se tornando 1, 2 ou mais horas. Depois de receber toda aquela informação – que deixa em você uma carga de energia que não te motiva a estudar – fica dificílimo manter a concentração novamente.

Por que não assistir um pouco de série agora? Mais tarde vai estar mais calmo e eu consigo estudar. << Nunca acontece. Ou se acontece, a sensação de iniciar depois é pior do que a que você sentiu antes.

Obviamente, você pode ter um momento de lazer no final de semana. Eu ainda digo que DEVE. Nosso processo de aprendizado também requer um tempo de relaxamento.

A grande questão é: saber dividir em qual momento vou estar completamente focado no estudo ou na atividade que tenho que fazer e qual momento vou ter para relaxamento completo.

Continue lendo o post que vamos explicar um conceito importante de foco completo e relaxamento profundo.

#2 Vilão: Fácil Distração

Eu particularmente já tive vários problemas com distração. Mesmo que eu quisesse estudar, quando sentava na cadeira e pegava o caderno e lápis, minha cabeça sempre me avisava que seria melhor dar uma olhada no Twitter, ou me lembrava que alguns amigos estavam se divertindo enquanto eu estava estudando.

Além disso, no final de semana os vizinhos ligam o som de Weslley Safadão no último volume e dessa maneira fica difícil de estudar. Está todo mundo na minha casa fazendo muito barulho e criando uma atmosfera de diversão. No final das contas, o ambiente a minha volta não está colaborando para que eu me concentre.

Eu sei muito bem como essa situação é irritante. Já morei em um local que os vizinhos ligavam o som alto todos os dias. Sem exceção.

Para essa situação de barulhos, vamos dar a receita para acabar de vez ou pelo menos parcialmente com esse problema.

Primeiro precisamos tratar o barulho interno (ou a dispersão para iniciar e terminar um estudo).

Isso geralmente acontece por causa de uma dificuldade mental que temos para entrar em um estado de foco no instante que queremos (e precisamos!)

Existe alguma porção mágica que me faça esquecer do mundo e me faça enfiar a cabeça nos livros? Felizmente sim, e não é nenhuma alquimia misteriosa.

Estudos científicos já mostraram que o problema de nos mantermos concentrado está nos primeiros minutos que iniciamos uma atividade. Conseguindo superar esse tempo mínimo, seu cérebro e seu corpo vão estar turbinados para passar mais tempo fazendo o que é importante para você.

Vamos descobrir em breve uma simples ferramenta que vai garantir você iniciar e ter um minimo de tempo necessário de concentração.

#3 Vilão: Falta de Motivação

Repare bem, a divisão dessa palavra nos sugere: motivo + ação. É necessário termos um motivo para partir para a ação.

Você sabe claramente onde você quer chegar? Pare para pensar por que você está lendo este post nesse momento? Provavelmente porque você tem um objetivo em sua vida mas ainda não está conseguindo fazer as ações necessárias para atingir o alvo. Aqui estamos dando uma solução que é usar o fim de semana para atingir a meta.

Seja sua meta ganhar mais dinheiro no futuro, trabalhar em uma profissão dos sonhos, fazer um intercâmbio para aprender uma nova língua, etc..é necessário que você possa definir detalhadamente o caminho que precisa pecorrer, e que consiga visualizar todos os dias o que você quer alcançar para que você jamais se esqueça disso.

Porque isso é o que vai te dar motivação para mover montanhas.

Não ter um motivo para fazer uma ação vai te levar a fazer qualquer outra coisa também sem motivo. Vamos tratar esse sintoma.

Como ter um fim de semana de estudo focado e relaxante ao mesmo tempo (ou no tempo certo para cada coisa)

#1 Use a Técnica do Pomodoro para Combater a Procastinação

pomodoro-25min-souautodidata

Esse é um dos recursos mais populares quando falamos de produtividade. A técnica do Pomodoro foi criada por um economista Italiano e consiste em fazer o controle do tempo através de blocos de trabalho, com duração de 25 minutos, e blocos de descanso que vão de 5 a 15 minutos.

O método é baseado em no trabalho de Henri Bergson, que descreveu um estado provocador de ansidedade como ‘temporal becoming’, e busca fornecer uma resposta eficaz a essa sensação.

O tempo estabelecido é  ideal para alternar entre o estado de concentração e depois ter uma pausa para descanso durante os intervalos dos pomodoros.

Existem algums apps contendo os tempos certinhos para usar. Eu recomendo bastante o Tomato Timer, que é 100% gratuito e ainda tem notificação e alerta no browser. www.tomato-timer.com

Pensando na dificuldade que é iniciar a ação, esse recurso serve para te ajudar a iniciar imediatamente o que você está pretendendo fazer. Como o mais difícil é sempre o primeiro passo, alguma coisa precisa fazer você se concentrar pelo tempo mínimo necessário.

Como usar: Inicie 1 Pomodoro (25minutos) e foque totalmente no estudo, quando terminar, acione uma pequena pausa (5 minutos). Ao termino de 2 Pomodoros, acione uma longa pausa (10 minutos).

Faça isso repetidas vezes até terminar um bloco maior de tempo [ 2 horas, por exemplo, que são cerca de 4 pomodoros]

Depois de ter feito o primeiro Pomodoro, você vai ver como fica mais fácil prosseguir. Simplesmente tente!

#2 Prepare um Ambiente Livre de Distrações

Para fazer bom uso do recurso do Pomodoro você vai precisar garantir que nada vai tirar sua atenção nesse tempo de concentração.

Assim, é de extrema importância preparar o local que você vai estudar. São simples coisas que você pode fazer que vão mudar a maneira como você estuda. São elas:

  • Deixar todo o material que irá precisar próximo a você
  • Manter as luzes acesas ou deixar uma janela aberta
  • Controlar o som ambiente para não atrapalhar

Dica: utilize essas 5 playlists do spotify para se manter concentrado

#3 Se Preencha de Recursos Visuais que Te Deixam Motivado/a

aumentar-motivacao-souautodidata

É normal do ser humano ter uma alternância de humor e não estar 100% motivado 24h por dia. Ainda mais quando temos uma caminhada longa a percorrer até alcançarmos nossos objetivos. Algumas situações nos levam a esquecer o que realmente queremos. Manter um ambiente que te lembre a todo instante como você vai estar feliz quando concluir uma etapa, garante o mínimo de motivação necessária para você fazer uma etapa hoje!

Somos seres completamente visuais. Quando conseguimos nos projetar no futuro em uma situação a qual gostariamos de estar, elevamos exponencialmente nossa vontade de investir esforços para garantir o sucesso posteriormente.

Se preencha de recursos visuais que lembre a você o quão feliz você vai estar quando alcançar o objetivo e assim você irá plantar hoje o necessário para colher amanhã.

Não tenha vergonha de preencher a parede do seu quarto / do seu local de estudo com imagens de profissionais bem sucedidos na sua área. Também não minta para você nesse momento deixando de escolher o que realmente lhe faz bem em detrimento do que seria politicamente correto. Por exemplo: se o que você quer conquistar é dinheiro para  mergulhar nas maravilhosas praias do Caribe, faça uma espécie de infográfico que exiba o que é necessário fazer até o dia de você subir no avião e tirar uma férias curtindo o momento.

Foco Completo e Relaxamento Profundo

Ouvi essa frase em alguma aula especial do Marcos Fisben, CEO do Descomplica. A ideia é exatamente a que propomos aqui: ter um treinamento intenso e depois descansar profundamente.

Aplicando ao estudo no fim de semana, podemos fazer uma divisão do nosso dia para estudar completamente focado um momento e relaxar profundamente [fazer o que quiser] outro momento, sem nenhum peso na conciência.

Faça isso, não há problema algum.

Preferencialmente, escolha a parte da manhã/tarde para o foco completo e deixe a parte noturna para se divertir. Você poderá escolher estudar somente a parte da manhã (antes de 12h) e ficar à tarde/noite descansando também.

Tudo vai depender da sua necessidade. Só assegure de se comprometer em não fazer outra coisa, além de estudar, no horário que reservou para tal.

Combinar Aprendizado com Lazer

Se você é do tipo de pessoa mais caseira, que gosta de relaxar assistindo um filme na NetFlix, pode juntar o útil ao agradável e assistir a algo que te passe um conhecimento. Existem milhões de filmes/documentários extraordinários que te ensinam, inspiram e motivam bastante e você não precisa se preocupar em estudar.

Apenas curta o momento como se estivesse assistindo a qualquer coisa. Faça uma busca com gêneros relacionados a sua área de interesse, pois com certeza você vai encontrar algo que combine perfeitamente com você.

CONCLUSÃO:

Não há problema de ter diversão no final de semana se você dividir bem o seu dia, entre horário de estudo e horário de lazer. Eu sei que essa ideia já é clichê, por isso dei mais dicas práticas para você conseguir se organizar de vez.

Entenda que você vai dar um passo a mais para estar mais preparado. Não encare estudar o final de semana como um momento ruim. O seu esforço que garantirá o seu sucesso. E quando falo de esforço, não é no sentido negativo de fazer algo sem querer. Muito pelo contrário. É uma série de combinação de motivação, produtividade e organização que você precisa ter para coletar resultados benéficos a você mesmo.