Como Fazer Um Plano De Estudos: Planeje Seu Próprio Cronograma Flexível e Perfeito Em 3 Etapas

como fazer um plano de estudo

Tínhamos 16 anos, eu e meu amigo Dênis, e faltava alguns meses para terminarmos o ensino médio, quando ele me contou que estava cansado do país e queria morar fora.

Disse que tinha um plano perfeito para isso: iria prestar um concurso público para trabalhar e juntar dinheiro e estudar inglês nas horas vagas.

De fato, depois de terminar o ensino médio, ele teria muito tempo para se dedicar a isso, e era notável que ele conseguiria pela sua instigação quando falava.

Assunto dado é assunto estudado

Era o dilema de Dênis na escola.

Mas fazer isso por conta própria exige um pouco mais de esforço do que simplesmente estudar o assunto que é entregue em suas mãos. É preciso ter um planejamento.

E foi essa a dificuldade que Dênis teve para realizar seu sonho quando decidiu que iria se dedicar a realizar seu sonho.

Inicialmente, ele não sabia como montar uma estratégia de preparação que funcionasse.

E por isso levou cerca de 2 anos até que Dênis finalmente conseguisse ser aprovado em seu primeiro concurso público, e mais um pouquinho até que ele conseguisse viajar para fora do país pela primeira vez.

Ainda conversando com ele, depois de mais velho, eu o perguntei o que ele gostaria de saber quando começou mas só aprendeu agora. E se poderia compartilhar em poucas palavras.

O que todo estudante precisa é de um cronograma bem definido que mostre claramente o que, quando e como aprender. Melhor ainda se ele mesmo souber montar o seu para ter mais controle do assunto e fazer uma melhor adaptação a sua realidade.

Após eu também sentir a necessidade de um plano de estudos para mim foi que eu resolvi aprender de fato como fazer um que funcione e que eu consiga segui-lo.

Hoje consigo entender que toda organização eficiente de estudo se baseia em três pilares importantes, que devem ser seguidas em ordem.

  • Planejamento – etapa onde você vai refletir sobre o que precisa estudar, selecionar o horário que vai estar disponível para isso, e decidir em quanto tempo e como vai fazer
  • Execução – que é quando de fato você segue fielmente o que foi planejado e leva sua mente para um estado de concentração e foco.
  • Revisão – momento no qual você revisita o que foi aprendido para evitar o desastre do esquecimento (ou ‘deu branco’).

E por isso quero compartilhar com vocês minha experiência sobre como montar um plano de estudo ideal, além de outras preciosas dicas de como lidar com ele no dia-a-dia e gerenciá-lo por aplicativo. Confira:

  1. Metodologia Para Você Organizar Seus Estudos
  2. Como Estudar A Partir da Metodologia de Ciclos
  3. Como Montar um Plano de Estudos Que Funcione
  4. Tempo Ideal de Um Planejamento
  5. Aplicativos Para Organizar Seus Estudos

Metodologia Para Organizar os Estudos

metodologia-de-estudo-souautodidata-com

Existem diversas metodologias para organização dos estudos visando um melhor aproveitamento dependendo do que você está estudando.

Por exemplo, vamos supor que você está estudando para um concurso que vai acontecer daqui a 6 meses / 1 ano, e a quantidade de assuntos para estudar é gigante. Então você precisa ter um plano de estudos que garanta duas coisas:

  1. Te auxilie a estudar o essêncial de cada assunto
  2. Não deixe você esquecer do assunto a longo prazo

Dessa maneira, a organização dos estudos deve estar centrada na prioridade de estudo de cada assunto, na quantidade de vezes que o assunto deve ser estudado na semana, e na decisão de quantas horas estudar por dia

light-bulbSe você estiver estudando para o ENEM, descubra qual o melhor plano de estudos (feito por especialistas) Conheça Aqui

Para atender a essa demanda, vou te apresentar uma metodologia que vai te ajudar a definir essas 4 variáveis. Ela se chama metodologia de estudos em ciclos.

Essa metodologia é muito conhecida entre os concurseiros, e já resultou em muitos cases de sucesso.

A vantagem desse método de organização dos estudos é que ele é bastante flexível, simples de ser aplicado e pode ser usado em qualquer área de estudo que você tiver.

Como Estudar por Ciclos?

como estudar por ciclos?

A metodologia consiste em fazer um estudo alternado das disciplinas que você precisa estudar, no horário que tem disponível.

Se você possui 4 disciplinas distintas para estudar, e você dispõe de 3h por dia para este fim, deve dividir as horas por uma quantidade de disciplinas para estudar no dia.

O segredo é manter uma regularidade de estudos, e quando houver necessidade, deixar um intervalo entre elas (como o exemplo abaixo, português não é estudada todos os dias)

Usando o exemplo de 4 disciplinas é possível dividir para se dedicar a 3 em um dia, com mais tempo para estudo, e no dia seguinte diminuir a quantidade de tempo para dar espaço para mais uma. E claro, sempre reservando mais horas para aquela que é mais importante.
exemplo-cronogramaA explicação dessa metodologia é assim fácil mesmo. Você só precisa fazer uma adaptação para a sua realidade.

E se todo seu problema se resolvesse em entendê-la, você já poderia fechar esse post.

O que acontece é que na prática não funciona tão fácil.

Você já se pegou montando um cronograma de estudos que não conseguiu seguir? Eu já, e acredite, isso é muito comum.

E por isso este post não termina por aqui.

A realidade prática nos trás diversos problemas que precisam de mais atenção e reflexão para que possamos fazer um planejamento eficaz e que você consiga segui-lo a longo prazo.

Como Fazer Um Plano de Estudo Perfeito: Faça um Cronograma Que Funcione!

como fazer um plano de estudo

Antes de mais nada, para que você possa criar um cronograma de estudos que realmente funcione, você primeiramente precisa ser sincero com você.

Não adianta você escrever que vai estudar 12hrs por dia e lotar uma planilha de conteúdos se você não consegue cumprir tudo isso.

Além disso, é essêncial que você também tenha um momento de descanso para que seu cérebro relaxe e processe melhor o que foi aprendido durante o dia.

Portanto, encontre um tempo ideal para preencher seu cronograma de maneira que você não vá farrapar com ele.

Um tempo médio recomendado e muito usado é de 4h por dia. Isso obviamente depende da realidade de cada pessoa.

Mas geralmente, 4h é um tempo ideal para você estudar mesmo se você trabalha ou faz outras atividades ao longo do dia.

O importante é seguir uma rotina de estudos que se adapte a sua condição e você possa cumpri-la sem aperreios.

Como Planejar os Meus Estudos

Planejar é Decidir de Antemão Qual É e Como Será A Sua Vitória
Rhandy Di Stéfano

Recomendo fortemente que você faça essa parte com muito carinho, pois é o planejamento que muitas vezes define o seu sucesso ou fracasso.

Reserve um dia para realizar essa etapa e se dedique a preencher minuciosamente o que será estudado posteriormente.

É importante que você faça um bom planejamento, para que ao longo da semana você não perca tempo consultando e alterando o que deve ser estudado.

3 etapas podem ser seguidas para cumprir essa tarefa.

  • Faça uma anotação dos principais assuntos que você precisa estudar, e divida-os em grau de prioridade:
    Observe o peso das materias no edital do concurso que você vá prestar, seja ele para entrar na faculdade (sisu) ou edital de concurso público.
    Anote o peso de todos e organize-os em ordem decrescente do mais importante para o menos importante. Assim, você vai ter certeza do que deve priorizar ao longo da semana.
  • Defina seu cronograma ao longo da semana:
    Quantas horas por dia você tem para estudar?
    Essa pergunta deve substituir a classica “Quantas horas por dia devo estudar?”, pois isso geralmente varia dependendo da quantidade de conteúdo que você tem para estudar e o tempo que você iniciou a se preparar. De qualquer forma, pense as horas que você tem disponível e preencha-as com os conteúdos que tem para estudar. Mais vale um pato na mão do que dois voando. Faça o que pode. Uma reflexão também deve ser feita a respeito de “Quais dias da semana devo estudar cada assunto?”
  • Anote qual será seu material de suporte: Vamos pegar uma única matéria como exemplo: suponha que você precisa aprender matemática mas ainda precisa reforçar o básico, então separe qual será o livro/apostila/vídeo-aula que vai usar para aprender a teoria do básico e também os exercícios para serem resolvidos. O período transitório para outro assunto deve levar em consideração o domínio do assunto e o tempo que já foi gasto estudando. Busque por reforço se precisar.

Ao definir detalhadamente o planejamento, você vai estar com um cronograma de estudos pronto, para saber quando, o que e como vai estudar. Seja para o fim um concurso público, fazer a prova do ENEM, aprender inglês ou o que quer que seja.

Seguindo esse cronograma, você só vai gastar sua energia em executar, que parece ser fácil, mas se não prestar atenção a uns detalhes, pode jogar seu planejamento por água abaixo.

Como Executar O que Foi Planejado?

Para executar o seu plano com maestria, algumas medidas devem ser tomadas para garantir que você não vá se distrair e perder o foco facilmente (esse é o maior male que lhe pode acontecer)

O primeiro passo é eliminar os ruídos que te dispersam (você já sabe quais são): celular, televisão, redes sociais.

A dica que eu dou é: arrume um jeito de eliminá-los de sua mente durante seu período de estudo, e leve isso a sério.

Depois, com seu planejamento em mãos você simplesmente deve começar o seu dia olhando quais são as tarefas para aquele dia e executar.

Novamente para te ajudar no foco e evitar que você se distraia, sugiro que tenha um bloco de notas ou pedaço de papel para anotar alguma coisa que venha ocupar sua mente.

Por exemplo, se você lembrou que precisa mandar uma mensagem no whatsapp, simplesmente anote como lembrete para fazer depois e volte a se concentrar. Não crie urgências desnecessárias.

Muito provavelmente você também vai precisar algumas notas/resumos de um assunto para não esquecer, então tenha também algumas folhas disponíveis.

Dica: Fazer Mapa Mentais Ajudam a Memorizar o Conteúdo Mais Facilmente

Revisar: Por Que É Necessário?

Como saber se realmente estou aprendendo? Qual o tempo certo para mudar de assunto?

Revisar é necessário se você tem um cronograma extenso, como um plano de estudo para concurso, por exemplo, que é um objetivo a longo prazo.

Muita gente ignora essa parte porque simplesmente não gosta de ter que ver um mesmo assunto duas vezes. Acham que vão perder tempo.

Mas eu queria te informar que na revisão não precisa ter que estudar o assunto todo de novo, do zero, mas sim revisitar rapidamente um resumo que você fez para relembrar e memorizar o que você já aprendeu.

Ainda mais: revisar não deve ser feita da mesma forma para todas as matérias.

Para algumas, como matemática por exemplo, essa parte da revisão pode ser suprida quando você faz simulados e exercita vários assuntos de uma só vez.

De qualquer forma, recomendamos que você separe um tempo, nem que seja 1 dia por semana, só para relembrar o que foi aprendido.

Revisite suas notas, faça exercícios e participe de simulados. Isso vai garantir que você não esqueça do coúntedo a longo prazo.

Para Até Quanto Tempo Deve Ser Meu Planejamento De Estudos?

data final plano de estudos

Em tese, a resposta é simples de responder: de quando você está iniciando seus estudos até o momento da realização da prova (se for o caso).

Mas a arte de ser autodidata te permite estudar para além de algum concurso que te precione a realizar uma prova para testar seu conhecimento.

Então eu gostaria de abordar o a duração do planejamento de uma maneira que pudesse abranger outros assuntos que você queira aprender.

Afinal, este planejamento é completamente aplicável a qualquer assunto que você possa aprender por conta própria sem a necessidade de pagar um mentor (cursinho) para isso.

Por exemplo, para aprender de verdade um instrumento músical, seja ele qual for, é preciso que você vá ‘passando de fases’ no desenvolvimento de suas habilidades.

Veja um exemplo do que uma pessoa precisa aprender para ser bom tocando violão:

  • Harmonia
  • Ritmo
  • Acordes
  • Dedilhado
  • Escalas

Pensando dessa maneira, o que você precisa, na verdade, são checkpoints para marcar quando você já está dominando uma habilidade, ou aprendeu o suficiente para diminuir a prioridade dada e assim passar para uma nova fase.

O que é recomendado (inclusive por especialistas) é que você possa planejar um cronograma de estudos a longo prazo, mas também possa quebrá-lo em blocos menores.

Dessa maneira fica mais fácil de gerenciar e inclusive modificar se for necessário. A gente evita fazer, mas às vezes acontece.

Eu sugiro que você divida seu planejamento em blocos para 1 mês adiante.

Assim que terminar o mês, o ideal é fazer uma revisão do que foi aprendido e novamente fazer outro planejamento para o mês seguinte.

3 Aplicativos Para Te Ajudar a #Organizar os Estudos

aplicativos para organizar os estudos

O seu smartphone pode servir de auxilio para te guiar nos estudos. Aplicativos de agenda, gerenciadores de tarefas e de notas são ferramentas de ouro para autodidatas.

Aqui eu lhe apresento 3 que todos tem grande preferência e possuem recursos maravilhosos. Confira cada um se ainda não ouviu falar.

#1 Google Calendar(Baixar na PlayStore)

google-calendar-reproducao-playstore
Você pode fazer todo seu planejamento utilizando o Google Calendar. A interface do aplicativo é muito intuitiva para você separar os dias e horários para estudar e também fazer outras tarefas.

Ele possui sistema de lembrete que pode te ajudar a não esquecer qual é a hora de estudar.

#2 Todoist(Baixar na PlayStore)

todoist-reproducao-playstore
Gerenciador de tarefa onde com design incrível, que te dá muitas possibilidades de organização com um excelente nível de complexidade.

Você pode criar projetos correspondentes a disciplinas e assim criar tarefas dentro de cada projeto para se organizar melhor.

Se quiser ter um bom um máximo de aproveitamento com o aplicativo, reserve um pouco de tempo para aprender através dos tutoriais disponíveis no próprio site ou feito por outros usuários.

#3 Evernote (Baixar na PlayStore)

evernote-reproducao-playstore
O evernote é muito poderoso e seus recursos caem muito bem para estudantes. Sua descrição oficial é que ele é um escritório online, por assim possui vários recursos para tornar isso possível, como por exemplo, escanear (digitalizar) papéis com seu smartphone.

Vale a pena experimentar o Evernote para qualquer necessidade de organização.

Sugiro também que reserve um pouco de tempo para aprender a ferramenta e entender como montar um sistema que funcione para você.

 

PS: Quando sugiro que você reserve um pouco de tempo, quero dizer tempo limitado, com início e fim (30min marcados, por ex) e não no seu tempo de estudo. Não perca todo o seu dia navegando como usar melhor o aplicativo X, se contente em ir progredindo aos poucos.

Por fim, deixo uma frase do pensador Séneca a respeito do planejamento e execução, que enfatiza novamente a importância de não procrastinarmos com nossas tarefas.

Antes de começar, é preciso um plano, e depois de planejar é preciso uma execução imediata